segunda-feira, dezembro 22, 2014



Tenho andado afastado deste espaço. Por duas razões: a primeira, pessoal, é que estou presentemente empenhado numa tarefa profissional que me consome muito do meu tempo, inclusive o que eu dedicava aos escritos aqui publicados; a segunda tem a ver com a passagem de testemunho na manutenção corrente do blogue para o Nuno Raimundo. Este blogue, como tudo na vida, deve evoluir para não estagnar, para não ser mais do mesmo e, assim, paulatinamente, reduzir-se à irrelevância. Achei - achamos! - que essa evolução deveria passar pela mudança de titularidade da manutenção corrente do blogue. Oito anos é muito tempo, muitos escritos aqui publiquei, de muitos temas tratei, tinha chegado ao ponto de me começar a repetir. Havia que refrescar, que mudar de estilo e de abordagem de temas. Essa evidência determinou a passagem de testemunho para o Nuno com a facilidade e naturalidade de uma simples frase: A partir de agora ficas tu responsável pelo blogue!

Esta passagem de testemunho, porém, no meu ponto de vista, implicava que o antigo cedesse indubitavelmente a condução do blogue, no estilo, na escolha dos temas, na definição dos tempos, ao novo responsável, sem sombras tutelares, sem intervenções, sem dúvidas. Implicava, assim - para mim, de forma muito clara -que quem saía da boca de cena saísse mesmo de cena, para que, sem qualquer perturbação ficasse claro quem era o novo condutor. Impus-me, assim, um período de silêncio de três meses, período mínimo que achei necessário para que ficasse claramente consolidada no espírito de quem segue este blogue a mudança na condução do mesmo. As únicas exceções foram pontuais e relacionadas com a divulgação da campanha VER MAIS.

Não encarei,porém, a saída de cena como definitiva, mas apenas como necessidade temporária para marcar bem a passagem para o estatuto de personagem secundária, suporte e auxiliar do novo e atual condutor do blogue. Por isso e porque o Nuno faz uma breve (e merecida) pausa de duas semanas na sua escrita, por ocasião deste período de festas, aproveitei para preencher a sua ausência com esta breve explicação. A exemplo do Ruah, do Paiva Setúbal e de outros, pontualmente publicarei aqui (talvez mensalmente) e ajudarei, quando necessário, a suprir ausências ou impossibilidades do Nuno, o atual Mestre condutor do blogue. Assim sendo, escrevo hoje, escrevo para a semana e depois... um dia qualquer apareço...

E porquê ter vindo agora explicar o que era já para todos evidente? Porque - é sabido! - nós, maçons, damos atenção e importância ao simbolismo.

Ontem foi o solstício de inverno (no hemisfério norte). Que melhor ocasião para marcar (colocar um marco) a renovação deste blogue, para dar público testemunho da confiança que já em privado transmitira ao Nuno na certeza que ele saberá fazer e fará melhor do que os fundadores deste blogue fizeram e que dedicada e competentemente assegurará a tarefa de ser a sua espinha dorsal até que - como eu tive a fortuna de poder fazer -, quando entender chegada a hora de ser ele a passar o testemunho o passe ao seu sucessor com a mesma naturalidade, facilidade e confiança com que eu o pude fazer.

Assim, este texto marca também o solstício enquanto símbolo da renovação para que o ciclo natural prossiga. No caso, marca, assinala, a renovação que foi feita, como necessária condição para a reinvenção e evolução deste blogue, com novas ideias, novas energias, novas e diferentes buscas, outro estilo. Com a expectativa de que este novo (já atual) ciclo manterá e incrementará a qualidade que procuramos ter neste espaço.

Entretanto - last but not the least! - para todos os meus votos de Boas Festas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário