domingo, janeiro 08, 2012

PODERIA UM LOBO DISFARÇADO DE OVELHA SER INICIADO NA MAÇONARIA
 Muitos IIr.:, em várias ocasiões em suas LL.: já puderam se deparar com esta situação: Como foi que iniciamos esta pessoa? Mais parece um "lobo em pele de cordeiro", só pensa em dinheiro, é mentiroso, caluniador e ainda o chamamos de irmão. Como escreveu Paulo Coelho " Quando você deseja muito algo, o Universo inteiro conspira para que aconteça ". E isto também vale para um lobo disfarçado que deseja ser maçom considerado puro e limpo.

Conheci um caso de um "lobo profano", foi apresentado para uma determinada Loja, passou pelo escrutíneo, seu padrinho se afastou da loja, arrumaram outro padrinho. No dia da sua iniciação o padrinho substituto não pode comparecer, então o Irmão Segundo vigilante  foi buscá-lo em sua casa, chegando lá seu carro que era novo apagou e nada o fazia funcionar. Foram então até a garagem daquele "lobo profano" para usar seu carro,   cruzes, o carro não deu partida. Um terceiro carro foi encontrado e quando faltava 200 metros da Loja que seria iniciado, você pode não acreditar, mas  o carro chegou falhando e afogou momentos antes de ser apresentado ao Ir.: Exp.: que já estava impaciente pela demora.  Agora pasmem! O V.:M.: de sua loja também não foi quem fez o ritual de iniciação e o lobo foi iniciado naquele mesmo dia com  o V.:M.: de outra Potência. Apesar dos vários avisos do GADU, que ali estava um homem que não deveria ser iniciado e não que a maçonaria não teria espaço para ele. Não teve jeito, o Universo inteiro  conspirou para que sua iniciação acontecesse.

 

Não quero com este post criar polêmica, mas sim  fazer uma reflexão sobre esta metáfora. Afinal, com toda honestidade, temos que  reconhecer que este tipo de profano pode se instalar em qualquer tipo de comunidade ou organização.

Assim  a pergunta: "Poderia um lobo em pele de cordeiro ser iniciado na maçonaria?" A pergunta parece um absurdo e sem sentido, mas é fato real.

O fato é que esses profanos "lobos em pele de cordeiro" são realmente capazes de entrar para a maçonaria de maneira natural e mais simples do que você poderia imaginar.

Sua habilidade para manipular e com astúcia, ele  vai abrir todas as portas. E isto é uma vantagem natural para "lobos ovelhas".  Por outro lado, os irmãos que devem tomar decisões sobre a sua aceitação na fraternidade nem sempre são bem treinados e capazes de lidar com este tipo de profano. Eles possuem uma forma especial de convicção. "O lobo em pele de cordeiro" vai dar aos olhos do prumo que ele é uma  pessoa ideal para ser maçom.

A introdução deste "lobo em pele de cordeiro" dentro da Arte Real é quase inevitável. Com sua habilidade no manuseio, ele não hesita em mentir e enganar o irmão sindicante.

Todos nós podemos ser manipulados, enganados e usados. Ele pode fazer qualquer um dançar ao ritmo que lhe agrada. Seu desprezo pelas necessidades dos outros e sua maneira de tomar qualquer vantagem de estar presente acima de qualquer irmão. Desta forma  vai demolindo a estabilidade e o bom funcionamento da Loja.

Mas porque um "lobo em pele de cordeiro" tem interesse em aderir a maçonaria? Sem dúvida, quer os benefícios materiais no mundo profano. Logo ele detecta que o papel de V.:M.:  é muito atraente e isto passa a ser o principal objetivo dentro da oficina e cria toda rede de artimanha para atingir sua meta. Visita todas suas Lojas irmãs e sempre encontra outro com seu perfil capaz de fazer o mesmo jogo.

Para esses "lobos-ovelha", faltam-lhes a profundidade emocional que produz o "verdadeiro despertar", conhece na teoria mas não sabe pratica-la. 

Tem grande habilidade de manipulação, e não hesita em distorcer os fatos e usa a difamação para  alcançar rapidamente seus objetivos. É capaz de usar seu charme, suas habilidades sociais e relações de outros de ganhar a confiança.

 Muitas vezes, suas manobras como fazer lobby na sala dos passos perdidos sobre propostas a serem votadas na Ordem do Dia, será facilitada pela credulidade dos outros irmãos, que contam com a falsa sinceridade do "lobo-ovelha".

O "lobo em pele de cordeiro" lida com todos os irmãos que têm a sua disposição, só mais tarde podem perceber que foram usados como "peões". Distorce a comunicação e operação da Loja em seu benificio.

O pior de tudo é a manipulação de redes de informação entre "lobos e ovinos" ,  procurando aumentar sua reputação criando rivalidade e conflito entre os irmãos. Guerras de poder e o Caos sempre é sua vantagem.

Pode ser que alguns irmãos comecem a ver - o que é tudo isto - e descobrir que seu irmão é um "lobo em pele de cordeiro"  e talves venha  desafia-lo abertamente. Mas em uma Loja dominada por este lobo-ovelha, provavelmente será tarde demais para o irmão desafiante. O "lobo em pele de cordeiro" terá tido tempo para neutralizar divulgando informações tendenciosas colocando a organização a seu favor.

Na verdade, a questão não é como muitos "lobos" foram iniciados na Maçonaria, mas como detectar e diminuir o impacto de sua ação na Irmandade.

Finalizando, com  o já escreveu Mateus em seus versículos
" Acautelai-vos dos falsos profetas, que vêm até vós vestido como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis.
 Postado no Blog: Filhos de Hiran

Nenhum comentário:

Postar um comentário