quarta-feira, setembro 30, 2009

Lost Symbol e a Maçonaria


O tão esperado lançamento do livro de Dan Brown "The Lost Symbol" ocorreu em 15 de Setembro de 2009, em língua inglesa, com uma tiragem inicial de 6,5 milhões de exemplares.
A edição brasileira será lançada no dia 4 de Dezembro com uma tiragem inicial de 400 mil exemplares.


Já no primeiro dia de vendas o livro vendeu 1 milhão de copias nos Estados Unidos, no Canadá e no Reino Unido.
Apesar de não ser um livro maçônico, é um livro que envolve a Maçonaria.
O fato é que a verdadeira "Lost Symbol mania", ocorrida antes mesmo do lançamento do livro, fez a mídia americana (TV, jornais, revistas, internet..) dirigir seus holofotes à Ordem Maçonica. De imediato uma grande quantidade de artigos e postagens nos blogs e sites maçônicos, estampavam as preocupações sobre as possíveis repercussões que o livro traria.
Assim o lançamento era aguardado com "certa preocupação" pela Comunidade Maçonica, uma vez que não se sabia de que forma a Maçonaria seria abordada.
Observando as situações e reações ocorridas com o Best-Seller "Código Da Vinci", do mesmo autor, onde a realidade e ficção se confundirão, é de se esperar algo semelhante, ou no mínimo, um grande aumento de interesse e curiosidade por tudo a cerca da Maçonaria.


Apenas para citar algumas das situações ocorridas:
- Após o lançamento do Código de Da Vinci, uma Loja Americana (Wasatch Lodge) promoveu um Dia Aberto, sem que tenha feito qualquer esforço para o divulgar - apareceram 600 pessoas.
- A Capela de Rosslyn, na Escócia, costumava ter cerca de 30.000 visitantes por ano. Nos meses que se seguiram à publicação do Código de Da Vinci, chegou a ter 3.000 visitantes por dia.
Face a esta situação, a Maçonaria Americana juntamente com o George Washingon Masonic Memorial, disponibilizarão o site "The Lost Symbol e Maçonaria" para lidar com toda a curiosidade que o livro ainda irá gerar.


As primeiras impressões (do ponto vista maçônico) sobre o livro foram boas e não correspondem as preocupações iniciais. De qualquer forma, é importante que o assunto seja abordado nas OOf.'. é haja uma melhor preparo (sobretudo com os IIr.'. AAM.'.) para o grande interesse e curiosidade dos profanos sobre tudo a cerca da Ordem Maçonica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário