segunda-feira, novembro 19, 2012




A tolerância, é a capacidade inerente de cada um de nos aceitar o outro como ele é. É aceitar as características ou limitações de cada um, sem cobranças, censuras, menosprezo ou qualquer outro tipo de imposição. Se fôssemos todos iguais, certamente faltaria harmonia entre nós. Nada é igual na imensidão do Universo. Cada um de nós somos únicos. E é nessa característica de ser único que está a perfeição do Universo, porque assim um depende do outro; um completa o outro; um supre o outro com o que lhe falta; um ampara o outro; enfim todos andamos de mão dadas.

Não tratamos aqui de tolerância com atos ou atitudes decorrentes de falta de escrúpulos, desrespeito, brutalidade, truculência, crime, corrupção etc... etc.. Esses atos ou atitudes devem ser combatidos com pulsos firmes, empregando toda a energia necessária.

Devemos seguir o exemplo do Universo, observar a convivência pacífica dos astros entre si. Vejamos qu
e o Sol nunca se rebelou contra a terra e os demais astros, pelo fato de fornecer-lhes a energia necessária ao equilibrio de cada um. A Terra nunca se indignou com a Lua pelo fato desta girar em torno dela. E isso acontece com todos os astros na imensidão do Universo! Isso é perfeição! E o Universo é tão perfeito que deixa até mesmo renomados cientistas na mão.
Não foi por acaso que o Sábio e Iluminado Rei Salomão erigiu o primeiro Templo Maçônico à semelhança do Universo. Que perfeição a abóbada, o silêncio, a harmonia, as diferenças entre os corpos celestes. Imaginemos como seria se não reinasse a tolerância entre eles! Ai está a razão pelo qual o Rei Salomão edificou o primeiro Templo como uma réplica do Universo! Com certeza ele pretendia com isso que a Irmandade seguisse esse exemplo de harmonia e perfeição que é a majestosa obra do Grande Arquiteto do Universo! É por isso que a Maçonaria é a mais perfeita e a mais respeitada de todas as Instituições do Mundo. Somos o próprio UNIVERSO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário