terça-feira, dezembro 11, 2012


TRAPEIRAS

Significado de Trapeira

s.f. Abertura ou janela no telhado, por onde penetra o ar e a luz.


Porque a loja tem três janelas ?
Para que possamos reencontrar a estrada da natureza , libertando-nos do mundo profano , passando por um processo de purificação onde encontraremos na liberdade de pensamento a nossa  transformação e o desbaste da pedra bruta ,de formas que possamos praticar e visualizar através delas o que adquirimos de conhecimento dentro da loja.
A PRIMEIRA JANELA;
Serve para a entrada da Luz que vem do ORIENTE , nascente do sol que significa a Sabedoria  que procuramos quando entramos para a Maçonaria ,  iniciando  uma caminhada sem fim a procura de novos conhecimentos e de algo que foi perdido no tempo. O estar presente em loja nos da oportunidade de através dessas ABERTURAS,  termos  a visão da caminhada de  homens ou mulheres  guerreiros.  Prestando a atenção ao que temos no coração  e no  significado das coisas que aprendemos , encontramos os caminhos dos homens ou mulheres Curadores. Observando a verdade sem culpar nem julgar , tornando-nos autênticos e desenvolvendo nossa visão e intuição interiores , manifestamos o amor, a gratidão, o respeito e assim encontramos o caminho dos homens ou mulheres visionários.
A SEGUNDA JANELA;
Recebe  a luz do meio-dia e nos trás a visão do equilíbrio com ordem e exatidão em nossas ações , firma a nossa presença , a comunicação e posicionamento.
A TERCEIRA JANELA
Possibilita-nos a visão do por do sol , o dever cumprido. Aberta  para os resultados sem ficar preso a eles , recobrando os recursos humanos da sabedoria e da objetividade sendo este o caminho do MESTRE  a prática da confiança. O oeste é associado ao tempo de armazenar e também permitir que as coisas sigam seu rumo.
Acreditar em si,conduzindo-nos  ao próximo degrau o caminho da verdade.Visualizando um espaço de tempo para honrar a riqueza de nossas raízes e de sua herança.
Através destas janelas projetamos um mundo melhor. Permito-me ler uma declaração dos povos indígenas que no meu entender nasceram com o dom da mais pura e digna maçonaria.
Declaração de homens de saber.
Glorificamos nosso honroso passado:
            Quando a terra era a mãe que nos alimentava,
            Quando o céu noturno era nosso teto comum,
            Quando o sol e a lua eram nossos pais,
            Quando todos nós éramos irmãos e irmãs,
            Quando nossas grandes civilizações cresciam , sob o sol,
            Quando nossos chefes e anciãos eram grandes líderes ,
            Quando a justiça ditava as regras da lei e sua execução.

Então os outros povos chegaram;
            Sedentos de sangue  ,de ouro,sedentos da terra e de toda a riqueza,           
            Carregando a cruz e a espada , uma em cada mão,
            Sem saber ou esperar para aprender  os caminhos de nossos mundos ,
            Consideraram-nos menos que animais,
            Roubaram nossas terras e delas nos arrancaram,
            E TORNARAM ESCRAVOS OS FILHOS DO SOL.

No entanto , nunca foram capazes de nos eliminar
            Nem de apagar de nossas memórias aquilo que fomos,
            Porque somos a cultura da terra e do céu,
            Somos da antiga linhagem e somos milhões,
            E embora todo o nosso universo possa ser dizimado,
            Nosso povo ainda viverá,
            Por mais tempo ainda do que o reino da morte.

Agora viemos dos quatro cantos da terra  ,
            Protestamos diante do concerto das nações,
            Que “somos os povos indígenas”, nós,
            Os que temos consciência da cultura e de tudo
            O que diz respeito ao povo,
            Dos limites das fronteiras de cada país,
            E  marginais à cidadania de cada país.
E levantando-nos , depois de séculos de opressão,
            Evocando a grandeza de nossos ancestrais,
            Em memória de nossos mártires indígenas,
            E em homenagem ao Conselho de nossos sábios anciãos;

Prometemos solenemente retomar o controle de nosso próprio destino, e recuperar nossa completa Humanidade  fraternidade e  o orgulho
            De sermos Povos indígenas.


Essa é a Maçonaria que quero enxergar através das nossas Janelas simbólicas.
Orgulho da nossa origem.
Humanidade.
Ser fraterno e honrar os ancestrais e irmãos de caminhada e convivência.
Honrar a terra em que nasci.
Ter liberdade de pensamento.
Ser justo e perfeito ao adquirir a sabedoria necessária.

Para honra e gloria do G.’.A.’.D.’.U.’. , essas foram as minhas palavras V.’.M.’.

Torres , 15 de dezembro de 2012.
            
Ir. Gilberto Damasceno. GLRRS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário